Pai larga emprego e projeta cadeira de rodas que ‘liberta’ filha com paralisia

Pai larga emprego e projeta cadeira de rodas que ‘liberta’ filha com paralisia

Neste domingo (05/02/17) saiu a reportagem no Jornal Folha de São Paulo sobre a maravilhosa invenção de nosso cliente Mário Alvitti da Empresa Fly Children na qual a Martins e Fernandes realizou o Pedido de Registro da marca e da Patente desta linda cadeirinha.

Ana Paula Alvitti, filha do Mario e da Fernanda.

Ana Paula Alvitti, filha do Mario e da Fernanda.

Nas imagens abaixo se encontram os pais de Ana Paula Alvitti, essa garotinha linda das fotos. Ana Paula nasceu em dezembro de 2013 sem qualquer problema de saúde. Aos 8 meses de idade ficou paraplégica. Mário possui formação na área de enfermagem e Fernanda é fisioterapeuta. Decidiram fabricar no Brasil uma cadeira de rodas para casos motores semelhantes ao da Ana Paula.

Fernanda Cristina Teixeira (Mãe)

Fernanda Cristina Teixeira

Mario Fernandez Alvitti

Mario Fernandez Alvitti

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Silvia Martins, Diretora Geral da Martins & Fernandes conta que o pedido de registro da patente da cadeira infantil da Fly Children para crianças com mobilidade reduzida tem uma importância maior do que apenas assegurar sua marca e imagem. “Eu acompanhei todo o processo de concepção do produto e entendi que era necessário não somente proteger a marca, mas, proteger o produto, o que significa, garantir a segurança das crianças. Ter cópias malfeitas da cadeira por aí, em desconformidade com o projeto original, é colocar a vida das crianças em risco”, explica a empresária.

Cadeira infantil da Fly Children para crianças com mobilidade reduzida.

Cadeira infantil da Fly Children para crianças com mobilidade reduzida.

 

E para assegurar a proteção do produto e das crianças, foram encaminhados dois pedidos de registro de patente Instituto Nacional da Propriedade Industrial INPI. O primeiro referente ao modelo de utilidade, e o segundo de desenho industrial, o layout da cadeira propicia o conforto, a autonomia e a segurança da criança em seu uso.

Vejam a reportagem do Jornal Folha de São Paulo no site: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2017/02/1855898-pai-larga-emprego-e-projeta-cadeira-de-rodas-que-liberta-filha-com-paralisia.shtml

Com isso, foi possível formalizar a empresa Fly Children que comercializa as cadeiras por meio de seu e-commerce. Porém, o pai da pequena Ana explica que o objetivo nunca foi gerar negócios com o produto, e sim, atender as necessidades de sua filha, e, posteriormente, de outras crianças. “A venda das cadeiras é necessária para que novas cadeiras sejam produzidas. O investimento é muito alto. Nós fazemos muitas doações, mas algumas precisam ser vendidas para que a produção seja autossustentável”, relata Mario.

Silvia Martins conta que quando o projeto chegou até ela foi impossível não se comover com a história. “Nós registramos marcas e patentes todos os dias, mas nunca um registro foi tão importante para nós como a cadeira da Fly Children. Tenho orgulho de ter contribuído para que esse produto pudesse chegar até famílias que precisam e que possa melhorar a vida de tantas crianças. Já sabíamos da importância do registro de marcas e patentes porque respiramos isso no dia a dia, mas, poder registrar um produto como este realmente nos trouxe uma alegria imensa, e foi por isso que decidimos levar até a Feira do Empreendedor Sebrae-SP 2017 esse case de sucesso”, conta Silvia Martins.

 

Como adquirir a cadeira da Fly Children e outras informações pelo site: http://www.flychildren.com.br/. 

Compartilhe